ACIFF entrega prémios aos vencedores do Passatempo de Montras

2018-07-13

A Direção da ACIFF representada pela Vice-presidente Tesoureira Vitória Abreu e pelo Vice-Presidente do Comércio João Santiago, em conjunto com Tiago Carvalho representante do jornal Diário de Coimbra entregaram nas instalações da Associação, os prémios aos vencedores do passatempo levado a cabo no passado mês de junho.

A Direção da Associação, nas palavras de Vitória Abreu “agradeceu a participação de todos e enalteceu a qualidade verificada em grande parte das montras a concurso”. Segundo a própria 'a qualidade das montras tem vindo a aumentar' facto que só dignifica as lojas participantes e o comércio de rua da cidade.
Reforçou ainda a necessidade de se fazer estas iniciativas e a importância da envolvência dos lojistas nestas e em outras iniciativas que a Associação tem levado a cabo.

Os lojistas presentes também consideraram uma mais valia este tipo de ações e reforçaram a necessidade de haver outras, no sentido de dinamizar os estabelecimentos comerciais.

Assim sendo, Miúdos Giros loja vencedora do primeiro lugar recebeu uma estadia na Quinta das Lágrimas.
O Diamante Azul que ficou no segundo lugar recebeu como prémio um leitão e duas garrafas de espumante no Restaurante Três Pinheiros, na Mealhada.
O terceiro lugar partilhado entre a República - Loja Colaborativa e a Casa Tinoco foram contempladas com um vale nas lojas Gois, a primeira, e a segunda um vale garrafeira D. Vinho.

Todos estes estabelecimentos receberam ainda a oferta da assinatura, durante um ano, do Jornal Diário de Coimbra que foi o patrocinador em conjunto com os seus parceiros, do Passatempo de Montras que teve como tema os Santos Populares no Comércio da Figueira da Foz.

A todos a direção da ACIFF agradece a participação.

Atualização de informação sobre o Livro de Reclamações

2018-07-10

O Decreto-Lei nº 74/2017, de 21 de Julho, veio estabelecer a obrigatoriedade da utilização do livro de reclamações eletrónico por parte dos prestadores de serviços públicos essenciais (eletricidade, gás natural, comunicações eletrónicas, serviços postais, agua e resíduos) numa primeira fase que teve início em 1 de julho de 2017. O decreto-lei estabeleceu ainda que, a partir de 1 de julho de 2018, é obrigatório para os demais fornecedores de bens e prestadores de serviços de outros setores de atividades económicas.

Todavia, de acordo com a informação disponibilizada pela Direção Geral do Consumidor, a 2.ª fase de implementação do Livro de Reclamações Eletrónico para as empresas que exerçam atividades fiscalizadas pela ASAE – Autoridade de Segurança Alimentar e Económica decorrerá entre o próximo dia 1 de julho de 2018 e 1 de julho de 2019, dispondo assim os operadores económicos abrangidos de um ano para se adaptarem ao novo formato do livro de reclamações.

“Face à diversidade de setores e à heterogeneidade de empresas envolvidas, e de forma a assegurar a correta ligação e adaptação dos operadores económicos ao livro de reclamações eletrónico, garantindo a segurança e eficácia deste projeto, o processo de adesão e credenciação na plataforma para os operadores económicos que são fiscalizados pela ASAE – Autoridade de Segurança Alimentar e Económica decorrerá por um período alargado, iniciando-se a 1 de julho de 2018 e terminando a 1 de julho de 2019.”

De realçar, no entanto, que o Livro de Reclamações Eletrónico não substitui o Livro de Reclamações em papel que deve estar acessível no estabelecimento. Ou seja, ambos são obrigatórios (tendo o prazo para a adoção do Livro de Reclamações Eletrónico sido dilatado até 01 de Julho de 2019).

As empresas que exerçam atividades fiscalizadas pela ASAE – Autoridade de Segurança Alimentar e Económica dispõem, a partir de 2 de julho, no sítio da internet em Livro Reclamacoes de uma área específica, onde poderão, de forma simples e rápida, registar-se, sendo-lhe atribuído, a título gratuito, um lote de 25 reclamações eletrónicas.

Os operadores económicos que disponibilizam o Livro de Reclamações Eletrónico devem obedecer às regras previstas no DL n.º74/2017, de 21 de setembro, das quais se destaca a obrigação de resposta ao consumidor no prazo de 15 dias úteis a contar da data da receção da reclamação.

Em caso de dúvida ou se necessitar de mais esclarecimentos, contacte o Gabinete
Empresa da ACIFF — ACIFF | 233 401 320 | aciff@aciff.pt | geaciff.carla@aciff.pt

A ACIFF é uma entidade devidamente acreditada para a venda de Livros de Reclamações em suporte físico (em papel), caso necessite deverá contactar os serviços da Associação.


CONCURSO DE IDEIAS DE NEGÓCIO - PLATICEMAR

2018-06-15

PERIODO DE CANDIDATURAS – 15 DE JUNHO A 02 DE SETEMBRO DE 2018

Está a decorrer o período de candidaturas ao Concurso de Ideias de Negócio do Projeto PLATICEMAR (uma iniciativa conjunta da Inova-Ria, ACIFF – Associação Comercial e Industrial da Figueira da Foz, Fórum Oceano, NERLEI e Sines Tecnopolo).

Com o objetivo de, por um lado, promover o empreendedorismo e a inovação e, por outro, incentivar a criação de novos conceitos de negócio, o concurso pretende estimular a criatividade em sectores emergentes da Economia do Mar com base na aplicação das TICE, apoiando o empenho das empresas e fomentando o desenvolvimento de startups.

Assim, até 2 de Setembro de 2018, o Projeto Platicemar aguarda a entrega de candidaturas com (muito) boas ideias relacionadas com a Economia do Mar. A ideia vencedora terá um prémio monetário no valor de 5000 euros, que é, sem dúvida, um bom incentivo para a concretização inicial de um projeto inovador.

PORQUE O NOSSO MAR É SEMPRE UMA BOA IDEIA.

Regulamento e download do Formulário de Candidatura em: http://platicemar.pt e http://aciff.pt.

ACIFF visita Palácio Sotto Maior

2018-06-14

Apoiando a iniciativa que a empresa Pó de Saber - Cultura e Património está a levar a cabo, numa parceria com a Sociedade Figueira Praia, a Direção da ACIFF visitou o Palácio Sotto Maior que tem agora as suas portas abertas e promove um programa de visitas guiadas que apresenta a história e as particularidades deste Palácio.

Esta é uma abordagem inovadora à gestão do Património Cultural da Figueira da Foz e deve ser um fator de atração e entretenimento dos visitantes da cidade.

Mais informações em Po de Saber

Formação Ação para empresas

2018-06-07

A ACIFF está a desenvolver dois projetos de Formação-Ação que permitem a intervenção nas empresas a nível de formação e consultoria e destinados a Micro, Pequenas e Médias empresas.

O QIPME 2020 e o Dinamizar permitem uma análise e diagnóstico à empresa, possibilitando a elaboração de um plano de ação que após implementação nas empresas irá permitir melhorar os resultados, bem como o reforço das competências de gestão e dos recursos humanos.

Ao todo, os projetos permitem a intervenção em 55 empresas dos mais diversos setores de atividade que poderão usufruir nos próximos meses da intervenção de consultores e formadores especializados através de um sistema de Incentivos com um financiamento de 90% a fundo perdido.

A ACIFF disponibiliza-se para lhe dar a mais informações sobre estes projetos através do telefone 233401320.


Regulamento Geral de Proteção de Dados

2018-06-07

Desde 25 de maio que está em vigor o novo regime geral de proteção de dados que obriga à implementação de ferramentas de controlo e procedimentos específicos para a gestão e proteção dos dados dos seus clientes e colaboradores.

Com a noção correta dos princípios de proteção de dados pessoais e os direitos dos seus titulares, vai ser possível dar resposta ao requisitos do RGPD para assegurar um nível de segurança adequado ao risco do tratamento de dados pessoais.


Nesse sentido a ACIFF tem ao dispor dos seus Associados a colaboração de empresa especailizada que está disponível para o apoio à implementação deste novo regulamento.

Mais informações através do telefone: 233401320